Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Sonda passa raspando e registra novas imagens de Mercúrio

 

Na última terça-feira, a sonda interplanetária Messenger passou a apenas 226 km da superfície do planeta Mercúrio e registrou novas imagens de locais nunca antes vistos do planeta. A aproximação ocorreu 161 mil km/h e foi necessária para que a nave ganhasse ainda mais velocidade, necessária para que possa ser injetada na órbita do planeta em 2011.

Mercúrio é o planeta menos visitado por naves terrestres e durante a aproximação a sonda registrou novas imagens de locais ainda não conhecidos, ampliando para 93% a área imageada do planeta. Durante a manobra ocorreu uma inesperada perda de sinal, que comprometeu a captura de dados de pequenas porções da superfície, que só poderão ser visualizadas quando a nave estiver orbitando o planeta.

Sonda passa raspando e registra novas imagens de Mercúrio

O pico da aproximação ocorreu às 18h33 pelo horário de Brasília, a uma velocidade de 19 mil km/h com relação ao planeta e parte do encontro ocorreu quando a nave se encontrava sob a sombra de Mercúrio. A ausência de luz solar forçou a sonda a operar sob a tensão das baterias por 18 minutos e 10 minutos após entrar no eclipse os controladores perderam o contato com a nave, restaurado algumas horas depois.

De acordo com Eric Finnegan, diretor de engenharia do projeto Messenger junto ao Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, APL, a sonda entrou automaticamente em modo de segurança, que suspendeu a execução de comandos secundários e manteve os instrumentos em segurança. Segundo Finnegan, neste momento o computador de bordo manteve preservado todos os dados de navegação e status de telemetria.

Sonda passa raspando e registra novas imagens de Mercúrio

"Acreditamos que essa transição foi iniciada por um erro de configuração dos sistemas elétricos durante o eclipse. Quando a sonda retornou ao modo operacional todos os sistemas estavam funcionando corretamente", disse Finnegan. Nesta sexta-feira os dados enviados pela sonda serão analisados pelos engenheiros do APl, que verificarão a sequência dos eventos.

Fotos: No topo, magnífica foto capturada durante a aproximação, de uma altitude de 16 mil km. A cena é inédita e mostra o horizonte do planeta contra a escuridão do espaço, captados pela câmera NAC de ângulo estreito. A imagem apresenta resolução de 410 metros por pixel, com largura de 420 km.

A superfície no canto inferior direito está sob a linha do terminador, que separa o dia da noite em Mercúrio. Em direção ao horizonte destacam-se planícies suaves que se estendem por longas distâncias, similares às planícies vulcânicas registradas durante a segunda aproximação da nave, em outubro de 2008.

Na sequência, outra imagem mostra uma grande bacia de impacto de 260 quilômetros vista pela primeira vez. A imagem mostra a estrutura em forma de anel duplo, comuns nas bacias de grande diâmetro. Seu piso é plano e formado de material suave. Crédito das imagens: NASA/Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory/Carnegie Institution of Washington.

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site