Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Novas imagens revelam feições da geologia marciana

 

Em vários aspectos, Marte é um planeta muito semelhante à Terra. Possui antigos vulcões, vales, montanhas e trilhas de rios que em muitos aspectos lembram as paisagens dos nossos desertos. Alguns lugares são tão familiares que à primeira vista é muito difícil afirmar de qual planeta se trata.

A imagem mostrada é um exemplo dessas semelhanças e foi capturada pela sonda norte-americana Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), no dia 3 de agosto de 2009, através do imageador de alta resolução HiRise (High Resolution Imaging Science Experiment), a bordo da nave.

A cena mostra diversos barrancos esculpidos próximos à borda da cratera Hale, no sul do Planeta Vermelho e cobre uma área de aproximadamente 1 km de largura.

Região da cratera Hale, no sul do Planeta Vermelho. A cena retrata sulcos esculpidos na rocha, formando canais semelhantes à paisagem terrestre. Crédito: NASA/JPL-

Barranco esculpidos

Barrancos esculpidos em encostas ou em paredes de crateras são conhecidos há vários anos e representam um desafio para os geólogos planetários, uma vez que feições semelhantes são formadas na Terra pela ação de água líquida e que por muito tempo se acreditava ser ausente na superfície de Marte.

Compreender como a água líquida pode ter esculpido sulcos em um ambiente tão seco e frio como o apresentado atualmente é um dos grandes desafios com que se deparam os cientistas espaciais.

Pela cena é possível ver, de cima para baixo, um típico barranco encravado e retratado na forma de um canal esculpido em "V", que ao que tudo indica foi criado pelo material que fluiu através do suposto córrego.

Na parte inferior do canal o material se dissipa em uma espécie de foz, formada por diversos sub-canais provenientes de barrancos menores, que se sobrepõe em um intrincado arranjo fluvial.

No topo dos canais nota-se grandes câmeras em forma de anfiteatro esculpidas nas rochas, provavelmente reservatórios naturais do material que escorreu e formou os canais.

A cena retratada se localiza sob as coordenadas 36.5 S e 322.7 E e faz parte de uma série de imagens de Marte colocadas à disposição do público pelo Laboratório de Propulsão a Jato - JPL - da agência espacial americana.

Foto: Região da cratera Hale, no sul do Planeta Vermelho. A cena retrata sulcos esculpidos na rocha, formando canais semelhantes à paisagem terrestre. Crédito: NASA/JPL-Caltech/University of Arizona.

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site