Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

As distâncias no céu noturno

 

Por vezes, a distância aparente entre dois objetos celestes - a distância que podemos realmente ver no céu - é indicada em termos de ângulos. Mas estas descrições podem ser como uma língua estrangeira para quem não está habituado. Por isso, aqui fica uma ajudinha.

Se medíssemos a distância em torno do círculo de todo o horizonte - de Norte, passando por Este, Sul, Oeste e Norte outra vez -, totalizávamos 360 graus.

Do horizonte ao ponto diretamente por cima das nossas cabeças (o zênite), vão 90 graus; de um ponto no horizonte, passando pelo zênite, e continuando até ao lado do oposto do céu, são 180 graus.

Também pode usar o seu punho fechado como um sextante para medir a altura da Lua, de uma estrela ou planeta por cima do horizonte. Um punho fechado, à distância de um braço esticado, mede aproximadamente 10 graus. Por isso pode usar o seu punho para fazer uma razoável estimativa, quer horizontalmente quer verticalmente.

Leia o texto completo (em português de Portugal) no site do Astronomia On-Line:
http://www.ccvalg.pt/astronomia/noticias/2010/05/04_distancias_angulares.htm?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+astropt_ccvalg+%28Astronomia+On-line+%3A%3A+CCVAlg%29

(Fonte: CCVA)

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site