Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

A ESA e a NASA estabelecem iniciativa conjunta na exploração de Marte

 

O Diretor de Ciência e Exploração Robótica da Agência Espacial Europeia, ESA, David Southwood, reuniu-se com o Administrador Associado para a Ciência da NASA, Ed Weiler, em Plymouth, no Reino Unido, para estabelecer uma forma de criar um programa de exploração de Marte. O resultado deste encontro bilateral foi um acordo relativo Mars Exploration Joint Initiative (MEJI) – Iniciativa Conjunta de Exploração de Marte - que irá fornecer uma plataforma que permita às duas agências definir e implementar os seus objetivos programáticos, científicos e tecnológicos relativos a Marte.

As conversações entre a ESA e a NASA começaram em Dezembro de 2008, a partir da recomendação do Conselho Ministerial da ESA de procurar cooperação internacional para completar a missão ExoMars e preparar missões de exploração robótica a Marte. Ao mesmo tempo, a NASA estava a reavaliar o seu programa de exploração de Marte após o lançamento do Laboratório Científico de Marte ter sido adiado de 2009 para 2011.

Esta surgiu como uma oportunidade para a ESA e a NASA aumentarem a cooperação e expandirem as suas capacidades conjuntas. Para avaliar todas as opções em profundidade foi constituída uma equipe de trabalho entre a ESA e a NASA, em conjunto com um conselho executivo para conduzir os esforços e desenvolver as recomendações finais sobre a forma de proceder.

No encontro bilateral em Plymouth, o conselho executivo recomendou a NASA e a ESA as oportunidades de lançamento no âmbito do MEJI em 2016, 2018 e 2020, com módulos e naves para conduzir pesquisas astrobiológicas, geológicas, geofísicas e de outro tipo igualmente prioritário, com o regresso de amostras planejado para a década de 2020. O Diretor e o Administrador Associado concordaram em estabelecer a Iniciativa e continuar os estudos para determinar a arquitetura da missão conjunta mais viável.

A ESA e a NASA concordaram em estabelecer uma equipe para assistir as agências no planejamento das missões. Na medida em que os projetos se forem desenvolvendo, eles vão ser analisados pelos estados-membros e pela Academia Nacional das Ciências Americana, para serem aprovados. Esta colaboração única de missões e tecnologias irá estabelecer o caminho para empolgantes descobertas em Marte.

(Fonte: http://www.esa.int/esaCP/SEMH1J6CTWF_index_0.html)

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site