Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Astrônomos detectam supernova gigante que 'explodiu' há 11 bilhões de anos

Objeto entrou em colapso uns 2 bilhões de anos após o Big Bang.
Achado ajuda a entender formação de outras estrelas Cosmos afora.

Da France Presse

Astrônomos liderados por Jeff Cooke, da Universidade da Califórnia em Irvine (EUA), afirmam ter detectado a mais distante supernova já vista, uma estrela gigante que se estraçalhou há 11 bilhões de anos. Uma nova técnica permitiu o achado, que deve trazer novos dados sobre esses fenômenos e sobre seu papel como geradores de outras estrelas. A pesquisa está na revista científica "Nature". 

O cadáver de supernova RCW 86 (Foto: AFP/Nasa)

As supernovas ocorrem quando uma estrela de grande massa fica sem combustível, entra em colapso sobre si mesma, por causa da força de sua própria gravidade, e torna-se um objeto pequeno e muito denso, que pode ser uma estrela de nêutrons ou um buraco negro. A estrela então explode, enviando através do espaço uma onda de choque que reverbera pela galáxia.

A supernova antiga foi achada depois que os astrônomos compararam vários anos de imagens feitas de uma região do céu, o que lhes permitiu procurar objetos que mudavam de brilho ao longo do tempo.

O cadáver de supernova RCW 86 (Foto: AFP/Nasa)

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site