Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Cientistas europeus descobrem água no planeta anão Ceres

 

Planeta anão Ceres no cinturão de asteroides

O planeta anão Ceres não é apenas uma grande rocha no cinturão de asteroides é o que diz dados registrados pelo do telescópio espacial Herschel . Segundo pesquisadores europeus, o objeto revela nuvens de vapor de água quando partes de sua superfície gelada se aquecem.

Essa é a primeira detecção positiva da existência de vapor de água em um objeto localizado no cinturão de asteroides. Até hoje, a existência de água em Ceres era apenas uma teoria, já que a detecção conclusiva não havia ocorrido como aconteceu agora.

A confirmação de água no planeta anão foi realizada com base em imagens em infravermelho feitas pelo telescópio espacial europeu Herschel, cujas análises luminosas revelaram a clara assinatura espectral típica do vapor de água.

Apesar da detecção inequívoca, os dados não mostraram a assinatura espectral em todas as observações, mas apenas quando Ceres estava no ponto da orbita mais próximo do Sol. De acordo com os cientistas, quando Ceres está no periélio, cerca de 6 kg de vapor por segundo escapam de sua superfície. Quando ele está distante, não acontece a evaporação.

A detecção de água em Ceres veio em boa hora, já que a sonda americana Dawn deve chegar ao planeta anão no ano de 2015, onde fará imagens em close de sua superfície.

O trabalho sobre a descoberta de água em Ceres foi publicado esta semana na revista Science e tem como principal autor o cientista Michael Küppers, da Agência Espacial Europeia, na Espanha.

Ceres

Até o século passado, Ceres era conhecido como o maior asteroide em nosso sistema solar, mas foi reclassificado como planeta anão em 2006 devido ao seu grande tamanho, com cerca de 950 km de diâmetro.

A primeira vez que os astrônomos viram Ceres foi no ano de 1801, quando se imaginou que o objeto era um planeta que orbitava entre Marte e Júpiter. Mais tarde, outros corpos objetos semelhantes foram encontrados, o que culminou com a descoberta de um gigantesco cinturão de asteroides entre a órbita dos dois planetas.

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site