Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Buraco negro errático se autorregula

 

Novos resultados do observatório de raios X Chandra, da NASA, têm realizado um avanço importante na explicação de como uma classe especial de buraco negro pode desligar os jatos de alta velocidade que produzem. Esses resultados sugerem que esses buracos negros têm um mecanismo para a regulação da velocidade com a que eles crescem. Há buracos negros de vários tamanhos: o super-massivo, incluídos os dos quasares, que têm uma massa de milhões até bilhões de vezes a massa do Sol, e os bem menores, de massa estelar, que têm massas que cobrem aproximadamente 7 a 25 vezes a massa do Sol. Alguns buracos negros de massa estelar lançam poderosos jatos de partículas e radiação, como é observado nos quasares, e se chamam de "micro-quasares". O novo estudo examina um famoso micro-quasar na nossa galáxia e as regiões próximas ao seu horizonte de eventos, ou ponto de não retorno. Esse sistema, GRS 1915 +105 (GRS 1915 para abreviar), contém um buraco negro de umas 14 vezes a massa do Sol que está se alimentando de extrair material de uma estrela companheira próxima. Na medida em que o material faz um redemoinho caindo no buraco negro, se forma um disco de acreção. Esse sistema mostra uma variabilidade notável, imprevisível e complicada que vai desde escalas de tempo de segundos até meses, incluindo 14 diferentes padrões de variação. Essas variações são provocadas por uma mal compreendida conexão entre o disco e o jato em frequências de rádio observado em GRS 1915.

(Fonte: http://www.nasa.gov/centers/marshall/news/news/releases/2009/09-020.html)

Comentários:


Política de privacidade  |  Mapa do Site