Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Cometa Grigg-Skjellerup

 

O Cometa Grigg-Skjellerup foi descoberto em 1902. Cálculos posteriores mostraram que o cometa, desde 1725 tem sofrido com a ação gravitacional do Planeta Júpiter que vem aumentando sistematicamente sua distância do periélio, de 0,77 UA para os atuais 0,99 UA. A órbita atual do cometa produz uma chuva de meteoros, a Pi Puppidis, no dia 23 de abril. Essa chuva foi descoberta em 1972, sendo melhor visível no Hemisfério Sul. São observados cerca de 40 meteoritos por hora nos anos próximos da passagem do cometa pelo periélio, não existindo praticamente atividade nos outros anos.

A nave Giotto encontra com o Cometa Grigg-Skjellerup

Durante o encontro com o Cometa Halley a 245.000 km/h a nave Giotto foi bombardeada por partículas que inutilizaram a maioria dos seus instrumentos científicos, inclusive a câmara fotográfica. Mas como ainda tinha 60 kg de combustível foi redirecionada para encontrar o Cometa Grigg-Skjellerup. Três dos seus instrumentos científicos estavam totalmente operacionais e quatro parcialmente operacionais. No dia 10 de julho de 1992, quando se encontrava a 215 milhões de quilômetros da Terra, a Giotto passou de 100 a 200 km de distância do núcleo do Cometa Grigg-Skjellerup. Durante o encontro as condições foram muito melhores que quando encontrou com o Halley e, apenas três partícula grandes foram detectadas, uma delas com 30 mg. A coma apresentou dois pontos brilhantes, sendo um do núcleo e o outro posteriormente interpretado como um segundo cometa, possivelmente um fragmento do núcleo principal. Essa rocha, três ou quatro vezes menor que o núcleo, se encontrava 90.000 km atrás do núcleo principal. É pouco provável que esses dois corpos existam há muito tempo. Provavelmente o objeto menor se desprendeu do núcleo do cometa pouco antes do encontro com a Giotto. Fragmentação do núcleo de um cometa é um fenômeno muito bem conhecido que ocorrem mesmo a grandes distâncias do Sol. Em 23 de julho de 1992 a espaçonave Giotto foi desligada definitivamente.


Política de privacidade  |  Mapa do Site