Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Vocabulário Astronômico - Letra "B"

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

- Baade Walter

Nos anos 40, através da utilizaçao do telescópio de 254 cm do Monte Wilson, Baade descobriu que a distância até a Galáxia de Andrômeda era duas vezes maior do que se pensava. Isto fez com que os astrônomos duplicassem a escala que usavam para medir as distâncias inter-galáticas (a distância entre galáxias), efetivamente dobrando o tamanho do universo. Baade tornou-se a primeira pessoa a tirar fotos de estrelas isoladas da Galáxia de Andrômeda. Também descobriu a existência de dois tipos de Estrelas, População 1 e População 2, cuja diferença está na quantidade de metais pesados que elas contêm. As estrelas da População 2 são mais antigas e possuem poucos metais pesados,enquanto as da População 1 são mais jovens e contém uma quantidade maior de metais pesados.

- Bandeira do Brasil

Bandeira do BrasilA Bandeira do Brasil foi adotada em 19 de novembro de 1889 e sua forma e conteúdo está regulamentada pela Lei no 5700 de 1 de setembro de 1971. Seu círculo interno, em azul, corresponde a uma imagem da esfera celeste e cada estrela representa um dos estados que compõem a federação brasileira. Ela é a única bandeira que possui uma esfera celeste e, certamente, é a bandeira nacional mais "astronômica" entre todas.

- Bar

É uma unidade de pressão. Um bar é equivalente à pressão que a atmosfera da Terra exerce ao nível do mar.

- Baricentro

Centro de gravidade da massa de dois planetas que orbitam um ao outro. O termo baricentro geralmente é aplicado ao sistema Terra-Lua.

- BARNARD (Edward Emerson Barnard 1857-1923)

E.E.Barnard Astrônomo norte-americano descobridor, em 1892, de Amaltéia, um dos satélites de Júpiter. Ele também descobriu 16 cometas e, em 1916, a estrela de Barnard, o segundo sistema estelar mais próximo do Sol

- Bart J. Bok

Astrônomo americano, nascido na Holanda, conhecido pelos seus estudos sobre os glóbulos de Bok (pequenos glóbulos escuros de gás que se sobressaem num fundo claro) e a Via Láctea. Ele e Priscilla Bok popularizaram a astronomia quando escreveram "A Via Láctea", em 1941.

- BAYER (Johannes Bayer 1572-1625)

Astrônomo alemão, nascido na Bavária, que primeiro deu nomes às estrelas pertencentes às constelações, associando a elas letras gregas (alpha, beta, gama, etc.) em ordem de decréscimo de brilho. Este sistema é ainda usado hoje e é conhecido como sistema de Bayer. Bayer publicou um detalhado catálogo/mapa estelar denominado Uranometria, em 1603.

- Belinda

Belinda Satélite de Urano descoberto em 1986 pela sonda espacial Voyager 2



- BESSEL (Friedrich Wilhelm Bessel 1784-1846)

Friedrich BesselAstrônomo e matemático alemão que catalogou aproximadamente 50000 estrelas e previu em 1840, matematicamente, a existência de um planeta depois de Urano. Bessel foi o primeiro a observar e determinar o "movimento" de uma estrela, a 61 Cygni, devido à paralaxe. Ele também foi a primeira pessoa a calcular a distância a uma estrela a partir de observações de 61 Cygni, determinando uma distância de 10,3 anos-luz a partir da Terra. Bessel realizou muitas outras contribuições para a ciencia entre elas ter imaginado que existiam estrelas escuras e, principalmente, ter inventado uma famosa função matemática, a função de Bessel

- Bianca

Satélite de Urano descoberto em 1986 pela sonda espacial Voyager 2

- Binárias Eclipsantes

Sistema de estrelas duplas no qual, visto da Terra, uma estrela passa em frente à outra.  Durante a órbita o fluxo de luz deste sistema sideral varia de maneira uniforme.   O eclipse primário acontece quando a estrela de brilho menos intenso passa em frente da mais brilhante, fazendo com que a luminosidade  seja  drasticamente  reduzida.    O  eclipse  secundário  ocorre quando a estrela mais brilhante passa em frente da outra, reduzindo pouco a  luminosidade. O  tamanho  destas  estrelas  pode  ser  determinado calculando-se  quanto  tempo  uma  estrela  leva  para  passar  em  frente  à outra.  A estrela Algol, descoberta por Goodricke em 1782, foi a primeira a ser classificada como uma binária eclipsante.

- Binárias Espectroscópicas

Estrela dupla cuja órbita é tão próxima à da companheira que não podem ser vistas em separado, mesmo com o auxílio de um telescópio. Quando uma das estrelas aproxima-se de nós, a outra se afasta, e, isto faz com que um dos espectros fique azulado enquanto o outro se avermelha. Em 1889, E.C. Pickering descobriu a primeira estrela binária espectroscópica: Mizar. Quando duas estrelas possuem brilho quase igual elas são chamadas de binárias de linha dupla. Os astrônomos podem fotografar seus diferentes espectros e calcular a massa de cada estrela. Se o brilho de uma das estrelas é mais intenso do que o da outra ela é chamada de binária espectroscópica de linha única. Os astrônomos só podem determinar a massa destas estrelas. Os astrônomos utilizam as binárias espectroscópicas para localizar companheiras invisíveis. Se uma estrela luminosa órbita uma estrela de nêutrons ou um buraco negro, seu espectro se alterará revelando a massa de sua companheira invisível.

- Bojo

Assim costuma ser chamada a parte central de uma galáxia.

- Bólido

Meteoro luminoso em forma de bola magnitude é no mínimo -4. Alguns destes meteoros são tão brilhantes que sua magnitude atinge -25. Algumas vezes, um meteorito se desintegra à medida que cai através da atmosfera e, freqüentemente, com uma explosão sônica, produz um bólido (um meteoro explosivo).

- Boreal

Relativo ou pertencente ao norte.

- BRAHE (Tycho Brahe 1546-1601)

Tycho Brahe Astrônomo dinamarquês (também conhecido como Tyge Ottesen) que fez extensos e originais cálculos sobre as órbitas dos planetas. Suas observações astronômicas precisas estabeleceram as bases sobre as quais Johannes Kepler elaborou as Leis de Kepler do movimento planetário. Seu trabalho, feito sem um telescópio, foi a base sobre a qual Kepler fez suas fórmulas orbitais revolucionárias. Ele também observou a "estrela nova", na verdade uma nova, em Cassiopéia em 1572. Ele observou um cometa em 1577 e foi compreendido que ele estava não na atmosfera mas estava no espaço. Ele corrigiu a maioria das quantidades astronômicas.

- Buraco Negro

É um objeto com tanta massa concentrada nele que seu campo gravitacional é incrivelmente forte. Como conseqüência disso nada, nem mesmo a luz consegue escapar de sua superfície. Uma das maneiras pela qual acreditamos que os buracos negros se formam é quando estrelas de massa muito grande explodem ou colapsam no final de suas vidas. O buraco negro seria a região central residual que sobrevive após uma estrela supermassiva ter explodido como uma supernova. Os buracos negros exercem um tremendo puxão gravitacional sobre todos os corpos (mesmo estrelas!) que passam próximo a ele. Estes corpos são atraídos para o seu interior de um modo definitivo, não conseguindo mais sair desta região após ter cruzado o chamado horizonte de eventos.

- Buraco de minhoca

Um "buraco de minhoca", também chamado de "buraco de verme" ("wormholes" em inglês), no espaço é uma solução matemática das equações que descrevem a teoria da Relatividade Geral de Einstein. Muitos físicos acreditam que eles não têm realidade física porque os "buracos de minhoca" exigem a existência da chamada "matéria exótica", um tipo de matéria que, ao invés de ser atraída pela gravidade, seria repelida por ela. Tecnicamente, os "buracos de minhoca" são conhecidos como "pontes de Einstein-Rosen".

- Buscadora

Pequena luneta ou aparelho de mira acoplado aos telescópios e utilizado para auxiliar no apontamento para o objeto desejado. A buscadora tem um campo de visão bem mais amplo que o telescópio por isso é de grande ajuda na hora de mirar ou para ajustar a posição em relação à algum astro.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Política de privacidade  |  Mapa do Site