Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Vocabulário Astronômico - Letra "G"

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

- Galatéia Galatéia

Galatéia é um satélite muito pequeno de Netuno que foi descoberto, em 1989, pela sonda espacial Voyager 2, da NASA. Ele tem, aproximadamente, 158 km de diâmetro e sua órbita está a 61.950 km do centro de Netuno.

- Galáxia

NGC_4414 Uma galáxia é um conjunto de vários bilhões de estrelas interagindo, gravitacionalmente, poeira, gás e radiação cósmica. Todo este sistema é mantido junto pela ação da força gravitacional. Existem tipos diferentes de galáxias, classificadas pelo seu tamanho e, principalmente, pela sua forma ou "morfologia". Os estudos das galáxias nos revelaram três tipos principais: as galáxias espirais, com a forma de um fino disco, as galáxias elípticas, que tem a forma de uma esfera alongada ou achatada, e as galáxias irregulares. Esta classificação de galáxias pela sua morfologia é conhecida como classificação de Hubble das galáxias. As simulações numéricas têm nos ajudado a compreender um pouco melhor como a forma de uma galáxias pode evoluir no tempo devido a interações e colisões com outras galáxias. Por conseguinte, o tipo morfológico de uma galáxia depende de sua história, desde a sua formação. Existem várias centenas de bilhões de galáxias no nosso Universo, cada uma com várias centenas de bilhões de estrelas. No entanto, até hoje não sabemos exatamente quando e como as galáxias se formaram no Universo. Este é um dos tópicos mais importantes da pesquisa astronômica atual.

- Galáxia ativa

galáxia ativa M 87 São galáxias que estão ejetando enormes quantidades de energia a partir de suas regiões centrais que são chamadas de núcleos galácticos ativos (também conhecidos pelas iniciais de seu nome em ingles AGN (Active Galactic Nuclei). Embora todas as galáxias ejetem energia, as galáxias ativas ejetam muito mais energia do que quaisquer galáxias "ordinárias" (ou seja, não ativas). Acredita-se que buracos negros supermassivos podem estar localizados no centro destas galáxias ativas e sejam os mecanismos responsáveis por esta liberação explosiva de energia. As galáxias com esta peculiaridade de emissão são reunidas na classe de galáxias ativas.

- Galileu Galilei

Galileu_GalileiAstrônomo e físico italiano. Foi o primeiro a usar um telescópio para estudar as estrelas. Foi também o descobridor dos primeiros satélites de um corpo extraterrestre, os atualmente chamados Satélites Galileanos de Júpiter. Galileu também foi um franco defensor da teoria heliocêntrica de Copérnico. Em reação a Galileu, a Igreja Católica declarou ser heresia ensinar que a Terra se movia e o silenciou. A Igreja apegou-se a esta posição por 350 anos e Galileu só foi formalmente perdoado em 1992.

- Gamma-Ray Burst (GRB)

São erupções súbitas de raios gama que ocorrem em determinadas regiões do espaço. Estes processos podem durar tão pouco como uma fração de um segundo (centésimo de segundo) ou até um tempo razoável como vários minutos (alguns duram até 90 minutos). Não existe um consenso científico claro sobre a sua causa ou mesmo a que distância este fenomeno ocorre. Acredita-se que os GRB estão extremamente distantes de nós e devem ser causados por tremendas explosões. Eles são, provavelmente, hipernovas, ou seja supernovas excepcionalmente violentas, ou então fusões de estrelas de neutrons ou de buracos negros. Os satélites em órbita registram, aproximadamente, duas vezes por dia fenomenos de GRBs.

- Ganimedes

Ganimedes Ganimedes (JIII) é um satélite de Júpiter que foi descoberto, independentemente, em 1610 por Galileu (Itália) e Simon Marius(Alemanha). Ganimedes é o maior satélite de Júpiter, com um diâmetro de, aproximadamente, 5268 km. Mais do que isso, Ganimedes é o maior de todos os satélites do Sistema Solar e é também maior do que os planetas Mercúrio e Plutão. Ele é um dos satélite mais externo de Júpiter, grande, gelado cuja superfície é cheia de "cicatrizes" de crateras de impacto e várias falhas paralelas. Sua massa é de 1,48 x 1023 kg e ele está em órbita a uma distância média de 1070000 km de Júpiter. Ganimedes leva 171,75 horas, o que equivale a 7,15 dias terrestres, para completar sua órbita em torno de Júpiter.

- Gás interestelar

São os diferentes elementos químicos, em forma gasosa, que estão espalhados por todo o espaço, entre as estrelas e entre os planetas.

- Gases degenerados

De acordo com as leis da física clássica, a pressão de um gás é proporcional à sua temperatura e à densidade. Em 1926, Fermi e Dirac mostraram que se a densidade de um gás for suficientemente alta, as leis clássicas não valeriam mais. Para estes gases, se a uma dada temperatura a densidade é aumentada, a pressão aumenta cada vez mais rapidamente até que ela se torna independente da temperatura e é uma função apenas da densidade. Quando este ponto é alcançado dizemos que o gás é degenerado.
Vemos, portanto, que o gás degenerado é aquele que é supercomprimido e muito denso. As moléculas deste gás degenerado estão praticamente tocando umas as outras e o gás age muito como se fosse um sólido. Ao contrário de gases sob condições normais, a temperatura em um gás degenerado não depende da pressão. Estes gases seguem as leis da mecânica quântica. Este estado da matéria, no qual os elétrons seguem as leis da estatística de Fermi-Dirac, é encontrado nas estrelas anãs brancas e em outros objetos de densidade super alta.

- Gelo

Termo usado pelos cientistas planetários para se referir à água, metano e amonia que frequentemente ocorrem na forma sólida no Sistema Solar mais externo.

- Geologia planetária

Geologia é o estudo da estrutura da Terra. A geologia planetária estuda a estrutura e composição mineralógica de todos os corpos celestes rochosos que pertencem ao Sistema Solar sejam eles planetas, asteroides, meteoros, etc.

- George Gamow

Astrofísico que, juntamente com Ralph Asher Alpher e Hans Albrecht Bethe, previu a existência de radiação de fundo proveninente do Big Bang. Esta radiação de microondas foi realmente encontrada.

- Georges Lemaitre

1894-1966. Matemático belga que desenvolveu a Teoria do Big Bang da formação do Universo. Lemaitre, por acreditar que alguma coisa tinha que ter começado o Universo, propôs que haveria uma "partícula de espaço", o chamado "átomo primordial", que, por intermédio de uma reação em cadeia. iniciou o processo de expansão do Universo. Pode-se dizer que esta suposição é a origem da ideia que mais tarde seria conhecida como "teoria da Grande Explosão" (teoria do Big Bang).

- Gigante Azul

Estrelas grandes, quentes e brilhantes, com tamanho equivalente de 10 sóis, temperatura de 20.000 K e brilho equivalente de 20.000 sóis. As Plêiades são exemplos de gigantes azuis. As gigantes azuis queimam seu combustível rapidamente para manter o equilíbrio hidrostático. Quanto menor for a estrela, menos pressão e, consequentemente, menos combustível ela gastará para manter o equilíbrio hidrostático.

- Gigantes gasosos

Os "gigantes gasosos" são os grandes planetas mais externos do nosso Sistema Solar: Júpiter, Saturno, Urano, e Netuno. Veja que o pequenino e rochoso Plutão não pertence à classe de "gigantes gasosos" por razões óbvias a partir de sua composição e tamanho.

- Glóbulo

Nuvens de gás e poeira, em forma de esfera ou charuto, que são iluminadas por estrelas ou nebulosas vizinhas. Seu tamanho varia entre o dos pequenos glóbulos de Bok , cujo tamanho é similar ao do nosso sistema solar e cuja massa é similar à do Sol, e o dos glóbulos grandes que se localizam a poucos anos-luz de distância e possuem massa várias vezes maior que a do Sol.

- Grande mancha escura (Netuno)

Grande Mancha Escura de NetunoA Grande Mancha Escura de Netuno é um buraco do tamanho da Terra na espessa cobertura de nuvens da atmosfera de metano de Netuno. O tamanho, forma e localização da Mancha varia grandemente no tempo. Ela até mesmo desaparece e reaparece ocasionalmente. Ventos aterradores próximos à Mancha foram medidos pela Voyager 2 e alcançaram, aproximadamente, 2400 km por hora. Estes são os mais fortes ventos já registrados no nosso Sistema Solar.

- Grande Mancha Vermelha

Grande Mancha Vermelha de JúpiterSistema de tempestade anticiclônica, situada a 24º ao sul do Equador de Júpiter que foi vista pela primeira vez por Giovanni Cassini em 1666. Este ciclone elíptico, com 22.000 km (35.200 milhas) de comprimento, é grande o suficiente para engolir três Terras. Sua cor alterna-se caoticamente entre o laranja, o vermelho e o creme. Ele parece ser a única característica atmosférica permanente de Júpiter.

- Grande Parede (Grande Muralha)

Uma grande concentração de galáxias, situadas a uma distância de aproximadamente 20 milhões de anos-luz de nós, que se estende por aproximadamente 300 milhões de anos-luz em comprimento.

- Grupo Local

Grupo formado por 30 galáxias, incluindo a Via Láctea, que se mantém unido pelo efeito gravitacional. O grupo local também se movimenta no espaço em torno de um ponto atrator cuja massa estimada é de cerca de 1 bilhão de massas solares. A maior galáxia do grupo local é Andrômeda, cuja massa é cerca de 2 vezes superior à massa da Via Láctea.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Política de privacidade  |  Mapa do Site