Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Vocabulário Astronômico - Letra "I"

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

- IapetusIapetus

Iapetus (SVIII) é um dos 18 satélites de Saturno e foi descoberto em 1671 por G. D. Cassini (Itália). É um satélite rochoso, parcialmente brilhante e parcialmente de cor avermelhada, com uma superfície marcada por crateras. Ele tem um diâmetro de, aproximadamente, 1420 km e está em órbita em torno de Saturno a, aproximadamente, 3561300 km de distância. Seu período orbital é de 79 dias.

- IAU - Internacional Astronomical Union

IAU_logo fundada em 1919 a IAU tem como missão promover a ciência da astronomia em todos os seus aspectos através de cooperação internacional. Seus membros individuais são astronomos profissionais de todo o mundo, com o título de PhD e ativos tanto na pesquisa como na educação em astronomia. Atualmente a IAU possui mais de 8300 membros individuais e 66 países membros. A IAU é a autoridade internacionalmente reconhecida com poder para atribuir designações a corpos celestes e a quaisquer aspectos de sua superfície. As atividades educacionais e científicas da IAU estão organizadas em 11 divisões científicas e, através delas, em 40 comissões mais especializadas que cobrem todos os aspectos da astronomia. A política de longo termo da IAU é definida por uma Assembléia Geral e implementada por um Comitê Executivo. O ponto focal de suas atividades é o IAU Secretariat permanente, localizado no Institut d'Astrophysique em Paris, França. A IAU promove congressos, encontros e escolas científicas em diversas partes do mundo sobre os mais variados temas de pesquisa astronomica. Estas atividades estão publicadas em uma longa sequencia de livros que já passa de 200 volumes.

- Inclinação orbital

é o angulo entre o plano de uma órbita e o plano da eclíptica. A inclinação orbital é representada pela letra "i".

- Inex

O Inex é um ciclo eclíptico de cerca de 29 anos. O ciclo foi descrito pela primeira vez por Crommelin, em 1901, mas foi nomeado por George van den Bergh que o estudou meio século mais tarde.

Um Inex tem a duração de 358 luas (mês sinódico) : que corresponde a 388,5 meses dracônicos ou 30,5 anos eclípticos. Isto significa que se houver um eclipse solar (ou eclipse lunar) e, em seguida, após um Inex uma Lua Nova (respectivamente de Lua Cheia) terá lugar em frente ao nó lunar da órbita da Lua, e nestas circunstâncias pode ocorrer um outro eclipse .

O significado do ciclo Inex não está na previsão, mas na organização dos eclipses: qualquer ciclo de eclipses e, na verdade, o intervalo entre cada dois eclipses, pode ser expressa como uma combinação de ciclo Saros e intervalos Inex.

- Infravermelho

esta é uma região (ou banda) do espectro eletromagnético que está situada entre as regiões do visível e a de microondas. Deste modo, vemos que a radiação infravermelha é uma radiação eletromagnética com comprimentos de onda longos, o que a coloca na parte invisível do espectro eletromagnético. Consequentemente, os fótons da luz infravermelha são menos energéticos do que os fótons que compõem a luz visível. A radiação infravermelha não é percebida pelo olho humano. Dizemos que esta radiação é "vermelha" demais para ser percebida visualmente por nós, humanos. No entanto, nós sentimos a presença de ondas de radiação infravermelha por meio do calor. Alguns animais, tais como as cobras, enxergam neste intervalo de comprimentos de onda, percebendo o calor emitido pelas suas futuras presas. Para a Astronomia esta região espectral é muito importante. A radiação infravermelha é emitida por nuvens frias de poeira interestelar, estrelas frias e galáxias que estão formando estrelas. No entanto, o vapor da água presente na atmosfera da Terra absorve fortemente esta radiação, ou seja, aquela com comprimentos de onda que está além daquele da luz vermelha visível. Isto torna muito difícil a observação, nesta região do espectro, se utilizarmos telescópios localizados na superfície da Terra. Para realizar observações na região espectral do infravermelho utilizamos ou satélites artificiais ou observatórios aerotransportados.

- IO

Io Io (JI) é um satélite de Júpiter descoberto, independentemente, em 1610, por Galileu (Itália) e Simon Marius (Alemanha). Dos quatro grandes satélites de Júpiter, Io é o mais próximo do planeta e o terceiro maior, com um diametro de 3636 km. Ele está a uma distancia média de Júpiter de 422000 km e leva 1,77 dias para realizar uma órbita em torno deste planeta. Io é um satélite grande, rochoso e vulcanicamente ativo. Seus vulcões lançam enxofre derretido, fazendo de Io um satélite muito colorido. Sua massa é de 8,93 x 1022 kg.

 - Isaac Newton

1642-1727. Clérigo e cientista inglês que descobriu as leis clássicas do movimento e da gravidade. Estas leis são hoje conhecidas como Leis de Newton. Sua contribuição ao desenvolvimento da física é incalculável.

- ISS

International Space Station (IIS) é uma estação espacial orbital construída e operada em conjunto por diversos países, com destaque para Rússia, Estados Unidos e os países da União Europeia. A estação é o maior objeto já construído pelo  homem no espaço.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Política de privacidade  |  Mapa do Site