Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Vocabulário Astronômico - Letra "V"

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

- Vácuo do Espaço-tempo

A teoria quântica exige que o espaço que consideramos vazio, e que chamamos de vácuo, esteja preenchido por pares de partículas e anti-partículas que estão sendo continuadamente criadas e aniquiladas. Isto modifica a ideia que temos de que o vácuo é o vazio, a região completamente desprovida de matéria. Na verdade o vácuo é "cheio". O vácuo está completamente preenchido por energia, a chamada energia do vácuo e é ela que, ao ser perturbada, permite a continua criação e aniquilação de pares de partícula e antipartícula.O conceito de vácuo é fundamental para os estudos da cosmologia moderna uma vez que suas flutuações quânticas abrem inúmeras possibilidades teóricas para a compreensão do Universo.

- Van Allen

James A. Van Allen 1914-. Físico norte-americano que descobriu os cinturões de radiação da Terra que agora tem o seu nome, cinturão de Van Allen. Este cinturão de radiação foi detectado com um instrumento a bordo do primeiro satélite norte-americano bem sucedido, o Explorer I.

- Velocidade da luz

É a velocidade máxima que um corpo material pode atingir no vácuo segundo a Teoria da Relatividade Restrita de Einstein. Deste modo nada poderá se deslocar, no vácuo, mais rápido do que a luz. Este valor corresponde a 299792458 metros por segundo.

- Velocidade de escape ou Fuga

É a velocidade mínima necessária para escapar da atração gravitacional de um corpo celeste e entrar no espaço. A velocidade de escape mede quão rápido um objeto, por exemplo um foguete, tem que estar se movendo a partir da superfície de um objeto planetário a fim de poder escapar do campo gravitacional exercido por ele. A velocidade de escape da Terra é de 11,2 km/seg. Isto significa que se você conseguir atirar um objeto para cima com esta velocidade ele vencerá a atração gravitacional exercida pelo nosso planeta e entrará no espaço interestelar.

- Venera

módulo de pouso da VeneraSatélites artificiais lançados pela União Soviética com o objetivo de estudar Vênus. Com um peso total de 10 toneladas, as missões Venera envolviam um módulo orbital e um módulo de pouso. Após a chegada a Vênus, o módulo de pouso separava-se do módulo orbital e descia, por meio de paraquedas, através das nuvens da atmosfera de Vênus até tocar o solo. Um anel especial para absorver choques, colocado na base do módulo de pouso amortecia o choque com a superfície. A missão Venera 9 e 10, de 1975, pousou na vizinhança de uma região vulcanica conhecida como Beta Regio. A missão Venera 13 e 14, de 1981, pousou a 2000 km ao sul de Beta Regio, próxima a uma região chamada Phoebe Regio. Ambas foram enormes sucessos científicos.

- Vento Estelar

É a ejeção contínua de gás a partir da superfície de uma estrela. Vários tipos diferentes de estrelas, incluindo o nosso Sol, tem vento estelar. No caso do Sol ele recebe o nome particular de vento solar. O vento estelar é bem mais forte próximo ao fim da vida de uma estrela quando ela já consumiu a maior parte de seu combustível nuclear.

- Vento Solar

Fluxo de partículas carregadas (elétrons, prótons e íons), que emana constantemente da coroa solar, a uma velocidade de em torno de 400 km/s. O Sol perde 10-13Msol/ano (10 bilhões de toneladas/hora) através do vento solar.

- Vênus

Venusum dos planetas terrestres e o segundo planeta em órbita em torno do Sol, a uma distância de 0,7 unidades astronômicas (U.A.). Ele é, aproximadamente, do mesmo tamanho da Terra e tem uma gravidade ligeiramente menor. Vênus tem uma atmosfera densa que consiste principalmente de dióxido de carbono e nitrogênio. A pressão atmosférica na sua superfície é muito alta, aproximadamente 92 vezes aquela sobre a Terra. A temperatura média da superfície é de 737 Kelvin (K). Vênus gira em torno do seu eixo em um sentido retrógrado, ou seja, no sentido de rotação dos ponteiros de um relógio, comparado com a maioria dos outros corpos do Sistema Solar que tem rotações no sentido contrário ao dos ponteiros de um relógio.

- Via Láctea

a Via Láctea (foto Anglo-Australian Observatory/David Malin)É o plano da nossa Galáxia. Como sabemos, dividimos a nossa Galáxia em três regiões, a região central, o halo e o plano da Galáxia. É neste plano que estão os braços espirais e a maior parte das estrelas jovens da Galáxia. Há uma certa confusão de nomenclatura em relação ao nome Via Láctea. Em vários textos a nossa Galáxia é chamada de Via Láctea, ou de Galáxia Via Láctea. Aqui, preferimos manter a denominação de Galáxia para todo o nosso sistema, região central, plano e halo, chamando de Via Láctea apenas o plano da Galáxia.

- Viking 1 e 2

Viking 1 e 2 Esta foi uma das mais importantes missões da NASA à Marte, coberta de sucesso. Esta missão era composta por dois satélites, Viking 1 e 2, ambos compostos por um módulo orbital e um módulo de pouso sobre a superfície marciana. A missão principal de ambos era obter imagens de alta resolução da superfície marciana, caracterizar a estrutura e composição da atmosfera e superfície e procurar por evidência de vida. Viking 1 foi lançada a 20 de agosto de 1975 e chegou em Marte em 19 de junho de 1976. Em 20 de julho de 1976 o módulo de pouco se separou do módulo orbital e tocou o solo marciano na Chryse Planitia. O Viking 2 foi lançado em 9 de setembro de 1975 e seu módulo de pouso desceu na Utopia Planitia em 3 de setembro de 1976. Os dois módulos de pouso transmitiram mais de 1400 imagens da superfície marciana. O Viking 2 cessou suas transmissões em 11 de abril de 1980 e o Viking 1 em 13 de novembro de 1982.

- Von Humboldt

Alexander von Humboldt 1769-1859. Naturalista alemão que introduziu o termo "universos-ilha", significando o que reconhecemos hoje como sendo as galáxias em seu trabalho em 5 volumes chamado "Kosmos" e publicado em 1845.

- Vostok

Série de naves orbitais pioneiras desenvolvidas na extinta União Soviética. Foi a bordo da Vostok 3KA que Yuri Gagarin se tornou o primeiro homem a ir ao espaço em 12 de abril de 1961.

As Vostoks foram o trabalho de uma equipe de cientistas e engenheiros soviéticos liderados pelo engenheiro espacial Sergei Korolev. A Vostok 3KV e a Vostok 3KD também são conhecidas como Voskhod.

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z


Política de privacidade  |  Mapa do Site