Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Lua Fobos

 
Phobos, fotografado por Mars Global Surveyor em 01.06.2003 (NASA).
Descobrimento
Descoberto porAsaph Hall
Descoberto em1877
Características orbitais
Raio orbital Médio9.378 km
Excentricidade0,0151
Período de revolução7h 39min 12s
Inclinação1,08°
É um Satélite natural deMarte
Características físicas
Diâmetro equatorial26 km
Área superficialkm²
Massa1,08×1016 kg
Densidade média2,0 g/cm³
Aceleração gravítica
à superfície
0,0089 m/s²
Aceleração gravitacional
(Terra = 1)
9,1x10−4
Período de rotação7h 39min 12s
Inclinação axial
Albedo0,06
Temperatura
à superfície
mínmédmáx
KKK
Pressão atmosférica0 kPa

Fobos é uma das duas luas do Planeta Marte. Fobos é a maior e a mais próxima lua de Marte. Ela foi descoberta por Asaph Hall no dia 18 de Agosto do ano de 1877, justamente seis dias após a descoberta de seu parceiro Deimos.

Fobos é, em todo o Sistema Solar, o satélite que orbita mais próximo do planeta-mãe: menos de seis mil quilômetros acima da superfície marciana. Encontra-se, por isso, abaixo da órbita síncrona para Marte. Por esse motivo, a sua órbita vai descendo a um ritmo de 1,8 m por século. Assim, dentro de 50 milhões de anos pode ocorrer uma de duas coisas: ou Fobos se despenca sobre Marte ou, o que é mais provável, antes que isso aconteça as forças gravitacionais destruirão o satélite criando um anel em volta do Planeta Vermelho.

Os astrônomos acreditam que o satélite era provavelmente um asteroide que foi capturado pela força de gravidade do planeta. A outra lua Deimos e também algumas luas de Netuno, acreditam-se também que eram asteroides que foram capturados.

Algumas das crateras com nome em Fobos. C = Clustril; D = Drunlo; F = Flimnap; L = Limtoc; R = Reldresal; S = Stickney; Sk = Skyresh. Grildrig pode ser vista no horizonte entre Skyresh e Flimnap.
Algumas das crateras com nome em Fobos. C = Clustril; D = Drunlo; F = Flimnap; L = Limtoc; R = Reldresal; S = Stickney; Sk = Skyresh. Grildrig pode ser vista no horizonte entre Skyresh e Flimnap.
Imagem em cor realçada da cratera Stickney, obtida pela Mars Reconnaissance Orbiter.
Imagem em cor realçada da cratera Stickney, obtida pela Mars Reconnaissance Orbiter

Formações geológicas

As formações geológicas em Fobos recebem em sua maioria o nome de astrônomos que estudaram Fobos e pessoas e lugares fictícios da obra de Jonathan Swift - As Viagens de Gulliver. Apenas um regio recebeu nome, Laputa Regio, e apenas uma planitia, Lagado Planitia; ambos receberam nomes de lugares de As Viagens de Gulliver.A cratera Kepler Dorsum, recebeu esse nome em homenagem ao astrônomo Johannes Kepler. Várias crateras já possuem nome.

 

 

CrateraReferênciaCoordenadas
ClustrilPersonagem de As Viagens de Gulliver60°N 91°W
D'ArrestHeinrich Louis d'Arrest, astrônomo

39°S 179°W

DrunloPersonagem de As Viagens de Gulliver

36.5°N 92°W

FlimnapPersonagem de As Viagens de Gulliver

60°N 350°W

GrildrigPersonagem de As Viagens de Gulliver81°N 195°W
GulliverPersonagem principal de As Viagens de Gulliver

62°N 163°W

HallAsaph Hall, descobridor de Fobos

80°S 210°W

LimtocPersonagem de As Viagens de Gulliver

11°S 54°W

ÖpikErnst J. Öpik, astrônomo

7°S 297°W

ReldresalPersonagem de As Viagens de Gulliver

41°N 39°W

RocheÉdouard Roche, astrônomo

53°N 183°W

SharplessBevan Sharpless, astrônomo

27.5°S 154°W

ShklovskyIosif Shklovsky, astrônomo

24°N 248°W

SkyreshPersonagem de As Viagens de Gulliver

52.5°N 320°W

StickneyAngeline Stickney, esposa de Asaph Hall

1°N 49°W

ToddDavid Peck Todd, astrônomo

9°S 153°W

WendellOliver Wendell, astrônomo

1°S 132°W


Política de privacidade  |  Mapa do Site