Astronomia Amadora

Página Inicial
Introdução
História
Notícias
Big Bang
Via Lactea
Cosmologia
Galáxia
Buraco Negro
Sistema Solar
Estrela
Constelações
Classificação estelar
Catálogo Messier
Astrônomos
Estrelas + brilhantes
Imagens
Instrumentos
Curiosidades
Programas
Glossário
Links
Livro de Visitas
E-mail

Messier 42 - Nebulosa de Órion

 


Nebulosa de Órion
Messier 42 - Nebulosa de Órion
Constelação de Orion
Descoberto porNicolas-Claude Peiresc
Data1610
DesignaçõesM42, NGC 1976
Dados observacionais
Tiponebulosa de emissão
Ascensão reta:
Declinação
05h 32m 49s
-05° 25′
Magnitude aparente4,0
Magnitude absoluta
Distância (a.l.)1.600
Dimensões aparentes85,0 × 60,0 minutos de arco

A nebulosa de Órion, (também denominado nebulosa de Orião) também descrita como M42 ou NGC 1976, de acordo com a nomenclatura astronômica, é uma nebulosa difusa que se encontra a 1500 anos-luz do sistema solar. O seu nome provém da sua localização na constelação de Órion. Possui 25 anos-luz de diâmetro, uma densidade de 600 átomos/cm³ e temperatura de 70K. Trata-se de uma região de formação estelar: em seu interior as estrelas estão nascendo e começando a brilhar constantemente. Há uma enorme concentração de poeira estelar e de gases nessa região, o que sugere a existência de água, pela junção de hidrogênio e oxigênio.

No céu de inverno do hemisfério sul é simples identificar a nebulosa como uma mancha difusa na região entre as "Três Marias" e as estrelas Rigel e Saiph, no interior da constelação de Órion. Qualquer telescópio, mesmo de pequeno alcance, pode identificar a Nebulosa de Órion.

A Nebulosa de Órion é um dos objetos mais fotografados no céu noturno e está entre os objetos celestes mais estudados intensamente. A nebulosa revelou muito sobre o processo de como estrelas e sistemas planetários são formados a partir de nuvens de colapso de gás e poeira.


Política de privacidade  |  Mapa do Site